FÁBRICA ELEGE NOVA DIRETORIA

0
524
Espaço Cultural Fábrica das Artes

Eleição da nova diretoria aconteceu neste sábado, 03 de fevereiro na sede da Associação e alçou o ator e publicitário Carlos Eduardo Nascimento ao posto de presidente da instituição.

Associados do Fábrica das Artes estiveram reunidos na tarde deste sábado, 3 de fevereiro, na sede da Associação Fábrica das Artes para a reunião ordinária anual onde definiram os dirigentes que serão os responsáveis por conduzir os trabalhos da entidade cultural até 2021.

A reunião convocada em primeira chamada para as 13 horas contou com a participação de 16 associados, entre fundadores e efetivos. Na ordem do dia estava o relatório das atividades; a votação do parecer do conselho fiscal sobre as contas do exercício anterior que foram aprovadas por unanimidade; a aprovação de novos associados, e a eleição da nova diretoria.

O comando da Associação Fábrica das Artes, que até então estava sob a responsabilidade de Juliana de Almeida passará agora ao ator e publicitário Carlos Eduardo Nascimento (primeiro à esquerda). A vice-presidência será ocupada pelo ator, arte educador e diretor de teatro Marcelo Porqueres(Direita). Elliott de Souza (a esquerda de Marcelo) assume o posto de tesoureiro da instituição, e Vinicius Buriti a secretaria.

A assembleia definiu também os membros dos conselhos fiscal e de ética. Elida Garcia, Christian Lima e Bruno Zepelini foram eleitos para o conselho fiscal enquanto Juliana de Almeida, Renata Hortense e Luan Isaias ocuparão os cargos no conselho de ética.

O presidente
Formado em Comunicação Social no UNISAL de Americana em 2010. É integrante do do Grupo Teatral Talento – GTT, desde 2011, grupo mantenedor da Associação Espaço Cultural Fábrica das Artes de Americana, e e também faz parte do Grupo Manada de Teatro desde 2015.

Atualmente está no espetáculo circense “O Palhaço Sou Eu” (2017-2018) pelo GTT, dirigido por Carlos Justi, e também no processo de montagem de adaptação do espetáculo “O Primeiro Voo de Ícaro”(2017-2018) de Lúis Alberto de Abreu, pelo Manada, dirigido por Andreia Barros da Cia Teatro da Cidade da Cidade de São Jose dos Campos.

Atuou no espetáculo “Burundanga”(2016-2017)  de Luis Alberto de Abreu, pelo GTT, dirigido por Marcelo Porqueres. Atuou no evento “Americana Canta a Mulher”(2016), em cenas cômicas, dirigidas por Carlos Justi. Interpretou nos espetáculos, “O Primeiro Voo” (2016-2015) texto adaptado de Luís Alberto de Abreu, “Um retrato das três irmãs”(2015-2014) texto adptado de “As três irmãs” de Tchechov. “Para Rir com Veríssimo” (2013-2015) montagem com contos de Luís Fernando Veríssimo, “Muerto Pero no Mucho” (2013-2012) texto inspirado no conto “O Pirotécnico Zacarias” de Murilo Rubião.

Anúncio