GTT comemora 23 anos

0
829

O Grupo Teatral Ta’lento, mantenedor do Espaço Fábrica das Artes completa nesta quinta feira, 15 de março, 23 anos de existência. O GTT, é um dos principais grupos de teatro de Americana e está em plena atividade, ensaios constantes e espetáculos em circulação.

Com 19 espetáculos no currículo, o GTT tem se destacado no cenário local e regional por seu trabalho artístico, mas principalmente pelo fomento à arte, através de projetos voltados à valorização do artista local, como o Americana Mostra, e por abrigar a maioria das companhias da região em apresentações na cidade com a manutenção e cuidado com o Fábrica das Artes.

Ainda no campo do fomento à arte, o GTT coordena e ministra o principal Curso Livre de Teatro da Cidade, pelo décimo quinto ano seguido, formando mais de 600 atores e atrizes de todas as idades, e de toda a região. Muitos desses novos atores, “contaminados” pelo desejo de representar estão cursando faculdades e cursos técnicos em outras cidades, profissionalizando-se e trazendo mais conhecimento para Americana.

De todos os feitos do GTT, o mais notável, sem dúvida nenhuma, é a coragem e ousadia em manter na cidade um espaço alternativo para a prática do teatro. Em parceria com o Macamã, outro importante grupo teatral da cidade, o GTT fundou em 2001 o Espaço Fábrica das Artes, e há quatro anos e quase nada de apoio, administra sozinho o teatro alternativo, considerado por muitos, o berço do teatro local, pois a maioria dos espetáculos produzidos na cidade nasce no Fábrica, ou passam pelo palco do Fábrica. “Trabalho não falta. Às vezes falta tempo, dinheiro e pessoas para realizar tantas tarefas”, comenta Carlos Justi, diretor da companhia e presidente da Associação Fábrica das Artes.

Histórico

Fundado em 15 de março de 1995, o GTT surgiu da fusão de dois grupos estudantis (Pé Preto e TAJ – Arte e Expressão), ligados ao Colégio João XXIII, em Americana. É o segundo grupo mais antigo da cidade e seu trabalho é reconhecido e respeitado dentro e fora do município.

O período em que manteve sede no colégio João XXIII (de 1995 a 2001) foram importantes para dar personalidade e sustentação à linha de trabalho do grupo. Foi nesse período que o GTT experimentou o Teatro Popular, A Commedia Dell`arte e o Teatro Pós-Guerra de Heiner Muller. Foi numa adaptação de Mauser, do dramaturgo alemão, que o GTT ganhou projeção nacional ao ser premiado nos Festivais de Americana, Limeira, Araras, depois de ter participado com destaque no FIT- Festival Internacional de Teatro de São José dos Campos, dividindo a cena com grupos da França, Rússia, Portugal, Brasil e Argentina.

A partir de 2001 o grupo lançou-se a um novo e grande desafio, decidiu montar um espaço próprio. No dia 08 de junho daquele ano, nascia em Americana o Espaço Cultural Fábrica das Artes, atual sede do grupo e que merece um capítulo a parte, destacado abaixo.

Sob o teto do Fábrica das Artes, o GTT trouxe à cena a tragédia grega “Édipo Rei”. A estréia da peça inaugurou a nova sede do grupo, pavimentando o caminho de conquistas que se solidificaram ao longo dos anos, levando-o a inúmeros festivais, inclusive o Festival de Curitiba.

Veja todos os espetáculos do grupo aqui: www.fabricadasartes.art.br/gtt/espetaculos/

Fábrica das Artes

Fundado em 08 de junho de 2001, pelo GTT – Grupo Teatral Ta’lento, o Fábrica das Artes é um espaço alternativo que oferece cultura e lazer ao público em geral, com atividades culturais diversificadas e constantes.

Entidade particular sem fins lucrativos, surgiu da necessidade percebida pelo GTT de se ter na cidade um local intimista, na medida certa para pequenos públicos.
Com o objetivo de ser um provedor cultural para o grupo mantenedor, além de outros grupos e artistas da cidade e região, o Fábrica funciona como um agente facilitador da cultura, criando oportunidades para artistas de todos os seguimentos, americanenses ou não, produzindo e sediando espetáculos, em sua maioria de caráter popular.

Com uma agenda voltada para o público e os artistas, o Fábrica tem se consolidado como um importante centro de criação e difusão cultural, contribuindo de maneira decisiva na valorização da arte e na formação de público.

Nos últimos 17 anos quase tudo que se produz em Americana, relacionado à arte teatral, passa pelo palco do Fábrica das Artes. A maioria das montagens são produzida no próprio Fábrica pelo grupo mantenedor (GTT), pelo Curso Livre de Teatro ou estreiam no espaço, atestando que o Fábrica constitui um berçário natural de cultura na cidade, criando e fomentando a arte nas mais variadas vertentes. Só para se ter uma ideia o Fábrica das artes é o criador do Americana Mostra, festival consagrado na cidade, que movimenta artistas de diferentes segmentos anualmente. O Fábrica é também o detentor do único Curso de Teatro regular da cidade, atuando neste segmento desde 2004, formando mais 600 novos atores e atrizes de Americana e região.

Anúncio