OS QUE TEM HORA MARCADA

Embora pareça uma história sobre morte, o espetáculo “Os Que Tem Hora Marcada”, se propõe a falar sobre o tempo. O tempo é uma medida criada pelo homem para grafar momentos.

0
760
Turma de jovens e adultos do Curso Livre de Teatro do Fábrica das Artes

Livremente inspirado na obra do suiço Elias Canetti, vencedor do prêmio Nobel de literatura de 1981, a turma de jovens e adultos, do Curso Livre de Teatro do Fábrica das Artes, ocupa o palco do Fábrica neste sábado e domingo, 7 e 8 de dezembro com o espetáculo Os que tem hora marcada. As apresentações fazem parte da 16ª Mostra de Formatura e serão realizadas as 20 horas. Os ingressos antecipados estão a venda ao custo de 10 reais

A 16º Mostra de Alunos do Fábrica das Artes acontece no período de 30 de novembro a 15 de dezembro, com cinco espetáculos, reunindo cerca de 90 alunos, entre crianças, jovens e adultos. Clique aqui para saber mais sobre a Mostra.

Sinopse
No futuro todos sabem a hora precisa de sua morte. Uma aparente tranquilidade rege a vida das pessoas que planejam tudo de acordo com o tempo que lhes resta. Tudo isso pode mudar com os questionamentos de uma jovem garota chamada Cinquenta.

Embora pareça uma história sobre morte, o espetáculo “Os Que Tem Hora Marcada”, se propõe a falar sobre o tempo. O tempo é uma medida criada pelo homem para grafar momentos, dessa forma a turma de Jovens e Adultos do Fábrica das Artes iniciou o
processo de montagem, acessando memórias de infância, revisitando lembranças e imaginando esses possíveis futuros apresentados na obra.

“Os Que Tem Hora Marcada” é um texto poético, de sutilezas difíceis de serem encontradas nos dias atuais, em que somos levados a imaginar como seriam nossas vidas de outra maneira. Cada habitante deste lugar recebe uma cápsula ao nascer, nela há a data exata de sua morte, e seu nome passa a ser a quantidade de anos que viverá. Tudo nessa sociedade se baseia no Contrato das Horas, o que dá a cada pessoa uma melhor administração do seu tempo de vida, mas os problemas começam quando nos deparamos
com uma garota chamada Doze, como aceitar esse contrato tão cruel? Como educar uma criança chamada Dez? Ou como explicar o valor da vida para aqueles que vivem tanto como alguém de nome Oitenta? São esses pensamentos que movem a jovem Cinquenta,
uma garota que está determinada a provar que tudo não passa de uma grande farsa, que roubam nosso tempo e se tornam donos de nossas vidas.

O espetáculo, livremente inspirado na obra de Elias Canetti, autor suiço que recebeu o prêmio Nobel de literatura em 1981, traz uma estética experimental, com diversas referências do campo da performance e um forte trabalho de criação coletiva, em que os
alunos são convidados a criar nas diversas áreas do fazer teatral.

Ficha Técnica
Orientação: – Bruno Cardoso
Operadora de Som: – Elida Garcia

Elenco:
– Ana Bastos
– Ana Pinheiro
– Beatriz Santarosa
– Bruno Provetti
– Camila Cândido
– Duda Gomes
– Euller Ricardo
– Gabriel Aguiar
– Giovanni Feltrin
– Giovanna Gomes
– Giovanna Lima
– Guilherme Estolomo
– Julia Melo
– Kelcy Marques
– Livia Vieira
– Mariana Lobo
– Matheus Mosna
– Mayara Vanzelli
– Monique Gomes
– Nathan Pennacchioni
– Rafaela Antonioli
– Raphael Siqueira
– Sabrina Silva
– Victor A. Cia

Serviço
Mostra de Formatura
Curso Livre de Teatro do Fábrica das Artes
Turma de jovens e adultos
OS QUE TEM HORA MARCADA
7 e 8 de dezembro – sábado e domingo – 20h
Ingressos: 20 reais inteira / 10 reais estudantes e antecipados / 5 reais alunos do espaço.
Informações: www.fabricadasartes.art.br

Anúncio